TJDFT realiza audiência com tradução em Libras para deficientes auditivos

A 3ª Vara de Fazenda Pública do DF realizou, nesta quarta-feira, 13/8, sua primeira audiência com tradução simultânea em Libras no TJDFT. O fato permitiu que todos os surdos e deficientes auditivos presentes pudessem entender todo o desenrolar do ato processual. Dois tradutores de Libras, da Secretaria de Justiça do DF, foram convocados para atuar durante a audiência, que foi conduzida pela juíza substituta Caroline Santos Lima.

A audiência é decorrente da ação civil pública ajuizada pelo MPDFT no intuito de garantir a acessibilidade e a isonomia aos candidatos com deficiência auditiva que tenham a Língua Brasileira de Sinais-LIBRAS como primeira língua, no concurso para preenchimento do cargo de Professor de Educação Básica, da Carreira Magistério Público do Quadro de Pessoal do Distrito Federal.

Na ocasião estavam presentes vários deficientes auditivos, muitos que também participaram do concurso e têm interesse na questão. Para que todos pudessem assistir ao ato, foi necessário que a magistrada determinasse a realização da audiência no auditório do Fórum Desembargador Joaquim de Sousa Neto.

A iniciativa da Vara, que teve o apoio do Ministério Público do DF, foi de extrema importância para garantir a inclusão dos interessados em ato que diz respeito a seus direitos.

Durante o ato foram ouvidos como testemunhas três candidatos ao concurso, todos deficientes auditivos.

Após a realização da audiência o processo foi encaminhado para Núcleo Permanente de Mediação e Conciliação do TJDFT para tentativa de acordo.

Processo: 2013.01.1.164315-5

Fonte: http://www.ambito-juridico.com.br/site/index.php?n_link=visualiza_noticia&id_caderno=&id_noticia=120051

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *