Projeto de educação inclusiva do MP desenvolve curso para pessoas surdas de Canavieiras

O Ministério Público estadual, por meio da promotoria de Justiça de Canavieiras, promoveu no segundo semestre de 2019, a partir do Projeto “Mãos que Falam e Bordam”,o curso de arte e educação para pessoas surdas do Município. A iniciativa foi realizada como parte das ações do projeto “Educação Inclusiva – Todas as Escolas São Para Todos os Alunos’, que foi implementado em abril de 2019 na comarca, pelos promotores de Justiça Márcio de Oliveira e Cíntia Guanaes, gerente do projeto. O objetivo do projeto, que é desenvolvido atualmente em Canavieiras pela promotora de Justiça Darluse Ribeiro Souza, é garantir o direito de todos, em especial das pessoas com deficiências, à educação, ao incentivar o acesso, a participação, a permanência e o aprendizado destes alunos no ambiente escolar.

O curso ‘Arte-educação para surdos: um diálogo sobre a cultura afro-brasileira através do bordado’, foi criado pela servidora do MP Elaine Jansen Pereira. O treinamento teve duração de três meses e foi implementado após ter sido firmado um Termo de Cooperação entre MP, Associação de Surdos de Canavieiras/ASSUC e a ONG Giardino Degli Angeli. E, este ano, no dia 24 de novembro, ele será apresentado na VIII Jornada de Educação e Relações Étnico-Raciais do Museu de Arte do Rio.

  Cecom/MP – Telefones: (71) 3103-0446 / 0449 / 0448 / 0499 / 6502

Fonte:https://www.mpba.mp.br/noticia/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *