Pais e alunos se manifestam contra fechamento de escola para crianças surdas

Pais e alunos se manifestam contra fechamento de escola para crianças surdas

Atividades da instituição de ensino estão previstas para serem encerradas em 2021

Um grupo de pais e alunos protestou nesta quinta-feira contra o fechamento do Centro Tecnológico da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) – unidade de Ensino Especial Concórdia, destinado a crianças surdas. As atividades da instituição de ensino, que atende 88 estudantes, estão previstas para serem encerradas em 2021.

A decisão de suspender o atendimento aos estudantes foi anunciada aos pais pela direção da universidade em uma reunião virtual realizada no sábado passado. A manifestação, que reuniu 30 pessoas, foi realizada na rua Doutor João Simplício Alves de Carvalho, no bairro vila Ipiranga, zona Norte de Porto Alegre. Este local é utilizado para a entrada dos alunos na escola.

A presidente da Associação Crianças e Adolescentes Surdos do Rio Grande do Sul, Carla Brum, disse que a escola é referência no Brasil e no Estado no atendimento de crianças surdas. “É uma instituição de ensino que não pode encerrar as suas atividades, porque não existe no Rio Grande do Sul escola como essa”, lamentou. Segundo Carla Brum, as 88 crianças que frequentam os ensinos Fundamental e Médio não terão onde estudar. Ela informou que a direção da Ulbra alegou dificuldades financeiras para manter a escola em funcionamento no próximo ano.

“Se nada for feito, as atividades serão encerradas em dezembro deste ano”, explicou. Carla Brum afirmou que a proposta dos pais é que o assunto seja discutido em uma audiência pública na Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa. O pedido do encontro já foi encaminhado ao Legislativo gaúcho. “Queremos o engajamento dos deputados estaduais e da Secretaria Estadual da Educação para evitar o fechamento da escola que é um exemplo para o país”, acrescentou.

Em nota, a direção da Aelbra Educação Superior – Graduação e Pós-graduação, em recuperação judicial, mantenedora da Escola Especial Ulbra Concórdia, informou que decidiu descontinuar as atividades a partir de 2021, tendo em vista a necessidade de contenção de custos. A escola, cuja finalidade é atender alunos com deficiência auditiva, atualmente é considerada um projeto de assistência social e atende a 88 alunos, tendo 32 funcionários na folha de pagamento.

A instituição de ensino mantém convênio com a Secretaria de Educação para subsidiar investimentos na sua estrutura. A Aelbra está em busca de interessados em dar continuidade a este projeto de assistência social de tamanha importância para Porto Alegre.

Fonte:https://www.correiodopovo.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *